top of page
  • Foto do escritor

Dia Nacional de Prevenção ao Alcoolismo

Atualizado: 17 de jan. de 2023

No dia 18/02 celebra-se este dia para conscientizar a população sobre os Transtornos por Uso de Álcool (TUA) e sobre os prejuízos causados pelo seu consumo.


Conforme apontou estudo realizado pela Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), cerca de 85 mil mortes a cada ano são 100% atribuídas ao consumo de álcool nas Américas. O levantamento realizado no período de 2013 a 2015, e divulgado em abril de 2021, apontou também que o consumo per capita é 25% superior à média global.


Este consumo também pode resultar em danos a outras pessoas, como membros da família, amigos, colegas de trabalho ou estranhos. Além disso, ele resulta em um fardo significativo em termos sociais, econômicos e de saúde, sendo um fator causal em mais de 200 doenças e lesões, além de estar associado ao risco de desenvolvimento de problemas, tais como distúrbios mentais e comportamentais, incluindo a dependência ao álcool, doenças crônicas não transmissíveis, como cirrose hepática, 8 tipos de câncer e doenças cardiovasculares.


As relações causais mais recentes são aquelas entre o uso nocivo de álcool e a incidência de doenças infecciosas, como a tuberculose e o HIV/aids. O consumo de álcool por mulheres grávidas pode causar a Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) e complicações no parto prematuro.


Os países têm a responsabilidade de formular, implementar, monitorar e avaliar as políticas públicas para reduzir o consumo. Existe um conhecimento científico substancial para orientar os desenvolvedores de política pública sobre a eficácia e o custo-efetividade das seguintes estratégias:

● Regular a comercialização de bebidas alcoólicas;

● Regular e restringir a disponibilidade de álcool;

● Promulgar políticas adequadas de condução sob os efeitos do álcool;

● Reduzir a demanda por meio de mecanismos de tributação e preços;

● Sensibilização para os problemas de saúde pública causados pelo uso nocivo do álcool e garantia do apoio a políticas eficazes;

● Fornecer tratamento acessível para pessoas com transtornos relacionados ao uso de álcool;

● Implementar em serviços de saúde programas de identificação e intervenção breve para consumo perigoso e nocivo de álcool.

(Fonte: https://www.paho.org)

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page