top of page

Tema I: Aceitação


O Transtorno por Uso de Álcool (TUS) não tem cura, mas tem tratamento, conseguimos estacionar a nossa doença. Voltar a beber ao ponto em que estávamos é recomeçar a caminhada para o abismo. Por isso a importância do primeiro passo do Método Minnesota: reconhecer a nossa impotência perante o álcool e que perdemos o domínio sobre as nossas vidas. Se voltarmos a beber, ele voltará a ter controle sobre a minha vida.




Quando reconhecemos que temos um limite não nos colocamos em risco. E quando ainda nos pegamos pensando na possibilidade de controlar o consumo da bebida é porque ainda não conseguimos aceitar realmente a nossa doença. Neste caso, para te ajudar a se render e aceitar o seu alcoolismo, propomos que responda às seguintes questões:


  • Para quem posso pedir ajuda quando esses pensamentos vierem à minha mente?

  • Como posso identificar minhas emoções?

  • Como posso identificar a minha necessidade que não está sendo atendida?

  • Tem uma outra maneira de atender essa necessidade?

  • Como posso lidar com essas emoções?

  • Consigo reconhecer uma crença distorcida? Como posso corrigir essa crença?

  • Estou com algum pensamento distorcido? Como posso mudá-lo?

  • Como posso equilibrar minhas emoções?

  • Quais as possibilidades de solução?

  • Qual a ação mais assertiva?


Em nosso caso, nessa situação de dependência do álcool, é importante lembrar que já não buscamos o consumo pelo prazer, mas para evitar o desprazer. Busque alternativas de comemoração sem a presença do álcool, combinado? E peça ajuda sempre que precisar!




--------


Todas as atividades do nosso Baralho da Recuperação, divulgadas do dia 16 a 31 de dezembro, foram propostas durante o ano, em nosso grupo terapêutico de prevenção de recaídas, pela psicóloga e vice-presidente da nossa Associação, Cláudia Leiria (@psiclaudialeiria)


Referências Bibliográficas - São ótimas dicas de leitura e para presentear também!


  • Tratando a dependência de álcool - um guia de treinamento das habilidades de enfrentamento - 2ª edição. Autores: Peter M. Monti, Ronald M. Kadden, Damaris J. Rohsenow, Ned L. Cooney e David B. Abrams. Editora: Roca.

  • Conhecer-se é amar a si próprio - exercícios para desenvolver a autoconsciência e para realizar mudanças positivas e encorajadoras. Autores: Lynn Lott, Marilyn Matulich Kentz e Dru West. Editora: Manole.

  • Caderno de exercícios para cuidar de si mesmo - 3ª edição. Autora: Anne Van Stappen. Editora: Vozes.

  • Caderno de exercícios de inteligência emocional - 2ª edição. Autor: llios Kotsou. Editora: Vozes.

  • Caderno de exercícios para viver sua raiva de forma positiva. Autor: Yves-Alexandre Thalmann. Editora: Vozes.

  • Dinâmicas de grupo e atividades clínicas aplicadas ao uso de substâncias psicoativas. Organizadoras: Neliana Buzi Figlie e Roberta Payá. Editora: Roca.

  • Tratamento do uso de substâncias químicas - Manual prático de intervenções e técnicas terapêuticas. Organizadores: Ronaldo Laranjeira, Helena M. Takeyama Sakiyama e Maria de Fátima Rato Padin. Editora: Artmed.

  • Programa Terapêutico para o tratamento da dependência química. Autora: Luana Gama Wanderley Leite. Editora: Edições Loyola.



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


A Associação Alcoolismo Feminino existe para ajudar mulheres em sofrimento pelas consequências de seu modo de beber, por meio de um espaço de acolhimento, compaixão e respeito, sem julgamentos nem preconceitos.


Se você precisa de ajuda, entre em contato conosco pelo site: ww.associacaoaf.org/queroajuda






132 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page