top of page

Tema IX: Atividades Prazerosas sem Álcool - parte 1

Há um fenômeno que chama “pareamento” que relaciona algumas situações com hábitos. Por exemplo, o consumo de álcool geralmente está associado a festas, reunião com amigos, churrasco, praia e, geralmente, essas atividades geram o “gatilho” para o consumo do álcool. Por isso é aconselhado que, principalmente no início da recuperação, sejam evitados lugares, companhias e situações do período de ativa. No entanto, se fizer isso e não substituir por outras atividades prazerosas poderá sentir tédio, entrar depressão e recair.



Resgatar atividades, que davam prazer anteriormente e que foram abandonadas com o consumo do álcool ou iniciar atividades que sempre quis são movimentos que ajudam a combater sentimentos negativos e a melhorar o humor, fortalecendo a sua recuperação. Outra atenção deve ser dada ao equilíbrio entre o dever (obrigações, atividades para outros) e o nosso querer, o nosso desejo (atividades prazerosas). Aprender a buscar novas fontes de prazer e relaxamento, sem álcool, vai ajudar na sua recuperação e na conquista de mais leveza e disposição. Uma atividade prazerosa pode se tornar um “vício” positivo que irá substituir um “vício” negativo, como o álcool ou qualquer outra droga.


Atividade proposta:


  • Crie um menu de atividades prazerosas para você.

  • Identifique no menu aquelas que tenham relação com o hábito de beber e, neste momento, as elimine para não gerar gatilhos.

  • Identifique aquelas que você gostaria de iniciar ou aumentar a prática.

  • Resgate as atividades que davam prazer e foram abandonadas com o consumo do álcool.


Algumas atividades precisam de tempo para se tornarem hábitos, mas se nos dermos a oportunidade de experimentar e o tempo necessário para observar seus efeitos, elas acabam se tornando espontâneas pelo prazer, relaxamento e satisfação gerados. Persevere, um dia de cada vez!


continue a leitura parte 2

63 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page